This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Não posso amar

Não posso amar quem nunca me amou.
fonte da imagem
Não seria justo para mim se eu me sujeitasse a amar apenas uma ideia do que é amor.
Nunca poderei contentar-me com uma mediana. Se o fizer serei hipócrita e estarei em falha comigo mesma!

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O fim...

Dizem que me media o tempo que se demorara a superar o fim de uma relação são três meses.
fonte da imagem
Ainda só passaram dois meses e eu sinto-me melhor do que aquilo que alguma vez me senti com ele.
Chamaram-me fria por eu não chorar, não sofrer, por eu me rir e por não pensar no assunto. Quando me perguntam se eu queria falar com ele, as pessoas ficam admiradas de eu dizer calmamente que não.
Porque haveria de querer retomar laços com uma pessoa que me magoou? Quem ama não magoa, e se a pessoa não parou para pensar no mal que me fez, não sou eu que lhe vou dar o melhor de mim.
Estou melhor assim, a todos os níveis.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Não tenho medo de chorar

Não tenho medo de chorar. Durante muitos ano tinha receio de chorar, mas agora que já não tenho medo é tudo mais fácil.
Chorar é a maneira que a alma tem de se limpar. A dor é o pó da alma e deve ser limpo de quando em vez.
fonte da imagem
Se soubermos chorar é tudo mais fácil. Se chorarmos sem medo choramos menos, a dor torna-se mais suportável e aí percebemos que fez bem chorar.
Depois de chorar percebemos que a nossa alma está mais leve, as ideias mais organizadas e a nossa mente mais livre. Saber chorar é uma dádiva. Não evita o sofrimento, mas torna-o mais suportável quando o choro termina.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Parei. Olhei para o infinito e sorri

É incrível como a vida tem os seus mistérios e a sua beleza.
O mais fantástico disto tudo é que depois de aceitarmos a mudança, nada nos pode parar e depois a pouco e pouco, a vida vai tecendo os seus desígnios.
Encontramos velhos amigos, dá-mos uma gargalhada, sorrimos para um desconhecido.
fonte da imagem
Existe tanto para ser feito... Coisas simples e sem preço, como sentir o sol na nossa pele. Atender o telefone e dizer a quem está do outro lado um "Olá" bem-disposto. Podemos mudar o dia de alguém. Podemos ser o raio de sol que falta na vida de outras pessoas, e se um dia deixarmos podemos deixar que os outros iluminem e aqueçam o nosso mundo.
As coisas são feitas aos poucos, sem pressa, deixe-mos que as coisas aconteçam... Afinal já vi que tudo acontece por um motivo.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Julho foi assim...

Ainda se lembram dos meus objetivos para Julho?
fonte da imagem
Pois bem devo dizer que a minha taxa de sucesso foi muito boa e por isso mesmo me sinto muito orgulhosa.
Decidi aproveitar e partilhar com vocês os resultados do mês de Julho:



CHECK 1. Ler o livro "O Equador"; 
CHECK 2. Ver um filme; 
CHECK 3. Ver a 2ª temporada da série "O Mentalista"; 
CHECK 4. Começar a ler o livro "Sonhos Proibidos" 
CHECK 5. Atingir os 450 seguidores no blog; 
CHECK 6. Emagrecer 3kg; 
FAIL     7. Conseguir 835 seguidores no Instagram; 
CHECK 8. Conseguir uma parceria ou negócio; 
CHECK 9. Conseguir 1450 seguidores no Facebook; 
CHECK 10. Fazer uma nova lista de 101 coisas em 1001 dias.

Espero que o vosso mês tenha estado recheado de coisas boas e muitas realizações.
Mantenham-se atentos ao blog "Ontem é só Memória" e saibam tudo sobre os meus objetivos par agosto.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

#Looks de Julho 2016

Como muitos de vocês sabem eu jogo IMVU, além de ser sempre engraçado conhecer pessoas novas, adoro o facto de conseguir mudar o visual da minha char todos os dias.
fonte
São esses looks que dia após dia tenho partilhado na página do blog no facebook. Gostavam de ver os looks?

Para verem os novos looks a cada dia que passa, basta serem seguidores da página do blog no facebook.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Não fui feita para sofrer

Não fui feita para sofrer. Não nasci para chorar pelos outros. Fui desejada e amada, por isso ninguém deveria chegar perto de mim e me magoar.
fonte da imagem
Porque é que as pessoas se envolvem sem saberem a 100% aquilo que sentem? Porque juram amor eterno se ele não dura mais que uma paixão?
Não vou voltar a acreditar quando alguém me disser que não me vai magoar. Promessas todo o mundo faz, já as cumprir... bem ainda não conheci ninguém que o fizesse!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Férias

O titulo não engana... Vou de férias, mas volto dentro de uma semana, por isso não chorem nem fiquem com saudades ok?
fonte da imagem

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Erguida das cinzas como uma fénix

Erguida das cinzas como uma fénix acordada após um longo sono.
fonte da imagem
Entorpecida pelo tempo adormecida é hora de começar a caminhar. Um pé de cada vez, não queres cair!
Abre as janelas, está na hora da luz entrar na tua vida! Calma pequena fénix, a luz que bate em olhos habituados à escuridão geralmente magoa, mas sem suportares a dor nunca vais ver a beleza de um novo dia a começar...


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Não sei onde me perdi

Sempre fui uma pessoa de ideias fixas. Nunca fui uma pessoa que me deixasse influenciar. Porém agora que me deparei com esta nova vida, percebi que durante o meu relacionamento vivi enganada a vários níveis.
fonte da imagem
Não sei em que momento é que perdi o controlo da minha vida. Não dei conta de a minha vida começar a sair das linhas. Só dei conta quando tudo estava perdido.
A minha vida está de pernas para o ar a todos os níveis. Não sei como, nem quando aconteceu, mas aconteceu e agora tenho tantas pontas soltas que escolher um caminho parece tão assustador como ficar parada.
Tenho que me reencontrar, não vai ser fácil porque não sei onde me perdi.

sábado, 9 de julho de 2016

É cobardia desistir dos outros, mas a cobardia é maior quando desistimos de nós

Errar é humano, perdoar é divino, mas desistir é cobarde. Baixar os braços e virar costas nunca deveria ser uma opção. Desistir é uma opção e não uma obrigação.
fonte da imagem
Por cada pessoa que desiste existe outra que dava tudo para ter uma oportunidade. Por cada baixar de braços, existe alguém que os tem presos a grilhões metafóricos. Por cada virar de costas, existe alguém que quer enfrentar o mundo.
Lembrem-se de uma coisa, se podem desistir é porque podem escolher, escolher é muito mais do que dizer sim ou não. Escolher é a oportunidade de cada um ir mais longe com aquilo que tem ao seu alcance.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Aos poucos a vida começa a fazer sentido...

Aos poucos a vida começa a fazer sentido... No meio de tanta coisa má descobrimos coisas boas.
fonte da imagem
De repente percebemos que a nossa vida se está a recompor, a família surge, os amigos aparecem. Pessoas que nunca pensamos preocupam-se connosco. Depois disto resta apenas encontrar novos caminhos trepar às janelas que se abriram quando a porta se fechou.
Depois disto só podemos esperar que amanhã seja um dia melhor...

terça-feira, 5 de julho de 2016

Coisas que nunca mais vão acontecer...

Com esta história do divorcio uma das coisas que me custa aceitar é que existem momentos que nunca mais vou repetir.
fonte da imagem
Apesar de estar melhor, fico triste só de pensar que existem coisas que nunca mais se vão repetir. Aquela rotina a dois que eu adorava acabou e agora não me resta mais nada que esperar até construir uma nova rotina a sós.
Nunca mais vou acordar ao lado dele, nem ficar a vê-lo jogar antes de adormecer. Nunca mais vamos juntos ao rodízio nem passear por Aveiro como tanto gostávamos. Já não vamos ficar os dois sentados no sofá com a Becas no nosso meio. Simplesmente acabou tudo isso.
E a grande pergunta é porquê? Como é possível uma pessoa esquecer isto? Serei eu apegada de mais ou será ele frio de mais?
Tantas perguntas e nem uma resposta...